O sucesso é seu!

O Projeto Jovem Empresário é um programa de mentoria e capacitação de empreendedores e seu objetivo principal é oferecer conhecimento e experiência para que a equipe de empreendedores possa ter mais know how para a tomada de decisões estratégicas e operacionais para os seus negócios. O nosso maior valor são nossos mentores, empresários de sucesso e com muita experiência em todas as fase de um negócio, em vários ramos de atuação.

Em função deste contato com nossos mentores todas as empresas mentoradas recebem várias tarefas e conselhos para aplicarem nos seus negócios, e este é um dos principais resultado que geramos para as empresas, a oportunidade de aceleração do crescimento. Claro que este crescimento vem com o tempo e dependendo também do empenho que cada empreendedor tem em motivar sua equipe de trabalho. Sem os empreendedores nada do que fazemos no projeto se realizaria.

A coragem das empresas mentoradas em colocar em prática suas idéias de negócio apesar de todos fatores que andam contra o empreendedor é mérito único das pessoas que estão à frente de seu empreendimento. E aqui podemos citar todos os que participam do Projeto Jovem Empresário. Todo mérito e resultado alcançado é do mentorado.

Se você também quer acelerar rumo ao sucesso venha conosco! 

O que o empreendedor precisa saber do fluxo de caixa.

Que o empreendedor precisa entender todo o financeiro da sua empresa todo mundo concorda, mas o que o empreendedor precisa saber do fluxo de caixa? A equipe do Projeto Jovem Empresário conta para você.

Gestão financeira é um desafio para a maioria das pessoas, mas para o empreendedor é questão de vida ou morte da sua empresa. Dificilmente um negócio que comece sem uma boa gestão financeira vai gerar resultados rápidos, isto se chegar a gerar resultados. Portanto, você que é empreendedor, saiba que tem que tomar as rédeas da situação e direcionar corretamente o seu negócio.

 

O princípio básico da gestão financeira é controlar os gastos e promover a receita para gerar lucro, e uma ferramenta que acompanha o dia a dia dos negócios que é essencial para isto é o fluxo de caixa. Ele nada mais é do que um controle de todas as entradas e saídas de recursos capitais da empresa.

 

As entradas ocorrem através das vendas diretas de produtos ou serviços, mas não é só isso. Deve entrar nesta conta também venda de bens e ativos da empresa, recebimentos de dívidas atrasadas, rendimentos de aplicações financeiras, cotas de patrocínio, permutas de parcerias (o que vem), enfim, tudo aquilo que pode ser de alguma forma medido como um recurso financeiro. Já as saídas são todas as despesas diretas e indiretas da empresa, as saídas de recursos para compra de matérias-primas, pagamento de funcionário e fornecedores, aluguel de imóvel, demais custos variáveis e fixos, investimentos, permutas de parceria (o que vai).

 

A maioria dos empreendedores fica de olho no primeiro item, as entradas. Isto porque são as entradas que criam volume financeiro nos bolsos das empresas e as cifras fazem encher os olhos dos empreendedores, criam a sensação de negócio de sucesso. Mas saiba que um negócio que fatura bastante não é necessariamente o negócio mais lucrativo. O principal problema no fluxo de caixa está justamente no segundo item, que são as saídas.

 

Quando o empreendedor olha só para o lado em que entra dinheiro, pode criar a falsa ilusão de que tem todo este dinheiro para gastar e investir. Muda a sua empresa de local, aumentando o custo de aluguel. Contrata mais funcionários, aumentando o custo de salários. Faz retiradas para os sócios, diminuindo o caixa da empresa. Faz dívidas contando com o faturamento futuro.

 

Não importa quanto dinheiro o empreendedor ganhe com o seu negócio, se ele não gerenciar muito bem os seus custos e as suas despesas vai estar trabalhando muito, gerando muito dinheiro, mas para pagar a conta no final do mês ou, na pior das hipóteses, acumulando dívidas. Num novo negócio não importa quanto dinheiro entra, mas quanto dinheiro o negócio não deixa sair, portanto, a principal lição do empreendedor para controlar o fluxo de caixa é fazer uma boa varredura de todas as suas saídas.

 

Não que o empreendedor não deva investir no seu negócio, claro que deve, isto faz parte da gestão financeira. Mas quanto mais organizada for a conta no final do mês, mais condições o empreendedor terá de decidir aonde ele pode poupar dinheiro para poder gastar com aquilo que realmente é importante para o seu negócio.

 

Busque ficar atento para as principais novidades do ecossistema empreendedor. A Comunidade Empreendedora tem os melhores empreendedores com as melhores experiências para compartilhar com você. Participe agora e trabalhe o perfil empreendedor para o seu negócio. E aproveite, quanto mais você trabalhar pelo seu negócio, maior será a sua recompensa. Siga nossa Trilha do Sucesso e torne-se um empreendedor de destaque.