Estudantes paranaenses apresentam produtos na Feira de Miniempresas

No dia 29 de junho, deste ano (2019), aconteceu no Jockey Plaza Shopping localizado no bairro Tarumã na cidade de Curitiba, a feira Miniempresas, realizada pela Junior Achievement (JA). O evento, que aconteceu no último sábado, reuniu empreendimentos criados por estudantes entre 15 e 17 anos de 14 equipes, de escolas públicas e particulares de Curitiba, que expuseram e venderam seus produtos como carteiras e canudos sustentáveis, bebedouros para cachorros e gatos, perucas para instituições pediátricas, e pulseirinhas para caridade para o público.

O prefeito Rafael Greca esteve presente no evento e elogiou as iniciativas inovadoras dos estudantes da capital. “Elegi a inovação como estratégia de futuro para Curitiba. Vi aqui produtos sustentáveis, como canudos que dispensam o plástico, perucas de fio que alegram pacientes com câncer. Todas criações dos piás e meninas curitibanas”, disse o prefeito.

“A Feira Miniempresas é um momento muito importante para o projeto, pois os alunos conseguem visualizar parte do resultado de seus trabalhos”, explica Juliana Sebastiany, diretora executiva da Junior Achievement Paraná. O Programa Miniempresas procura estimular o empreendedorismo no Ensino Médio e os estudantes recebem treinamento, mentoria e trabalham para que suas ideias saiam do papel. “Aqui, os estudantes têm uma formação que envolve comportamento, ética, desenvoltura, desenvolvimento pessoal, além de competências em marketing, produção, financeiro e recursos humanos”, aponta Juliana.

O Programa Miniempresa proporciona a estudantes do 2º ano de Ensino Médio a experiência prática em economia e negócios, na organização e na operação de uma empresa. É desenvolvido em 15 semanas, em jornadas semanais, com duração de 3h, realizadas nas escolas, geralmente à noite. Os estudantes aprendem conceitos de livre iniciativa, mercado, comercialização e produção. É um programa acompanhado por quatro profissionais voluntários das áreas de marketing, finanças, recursos humanos e produção. Neste Programa, são explicados os fundamentos da economia de mercado e da atividade através do método Aprender-Fazendo, em que cada participante se converte em um mini empresário.

Todos os anos é feita uma feira do programa. Aliás esta feira também é realizada em todos os estados e países onde há o Programa Miniempresa. Esta é uma etapa importante para o Programa pois é o maior contato com a sociedade. É neste contato que as pessoas podem compreender a importância do Programa para os jovens, bem como conhecer mais sobre a JAPR e quem são nossos parceiros, quem investe nesta causa social.

Lucca Stahlke, estudante do Colégio Sesi Internacional e Diretor de Marketing da Helpiá já percebe o impacto da Miniempresas. “A participação está sendo muito legal. O projeto toma bastante tempo, mas vale muito a pena e com certeza vai refletir na minha formação profissional”, conta. O produto de sua empresa são pulseiras para comercialização cujo fundo irá para confecção de penais para crianças que vivem em lares de adoção em Curitiba.

André Henning foi aluno participante do programa Miniempresas e hoje, tem seu próprio escritório de arquitetura e sua franquia de cafeterias, a Go Coffee. “Quando eu era adolescente, não tinha uma visão empresarial formada e participei como uma atividade extracurricular. Me apaixonei pelo projeto e tenho certeza que a minha experiência de 10 anos atrás me apoia na minha vivência atual”, comenta. Hoje, André é voluntário como mentor dos novos alunos. “Penso em todas as coisas boas que o programa me trouxe e quero retribuir, por isso presto a mentoria”, conclui.

A JA é a maior e mais antiga organização de educação prática em economia e negócios, registrando o mais rápido crescimento em todo o mundo. Criada nos Estados Unidos, em 1919, é uma associação educativa sem fins lucrativos, financiada pela iniciativa privada. Atualmente, 120 países aplicam nossos programas, com a atuação de voluntários, beneficiando 10 milhões de jovens ao ano. O objetivo da JÁ é despertar o espírito empreendedor nos jovens, ainda na escola, estimular o desenvolvimento pessoal, proporcionar uma visão clara do mundo dos negócios e facilitar o acesso ao mercado de trabalho.

Abaixo você pode ver as empresas criadas pelos estudantes dentro do programa Miniempresa da JA, assim como os colégios onde estudam e os produtos que eles desenvolveram e estiveram presentes na feira.

HIDROPET

Marista Santa Maria

Bebedouro para cachorros e gatos

WALLE-TY

Marista Santa Maria

Carteira sustentável

BEEZIP

Positivo Ângelo Sampaio

‘Bolsinhas’ impermeabilizadas com cera de abelha

TOMAÊ

Positivo Ângelo Sampaio

Canudos portáteis de Aço Inox

CUP GARDEN

Erasto Gaertner

Terrário decorado com suculenta

QUATERNUS

Marista Paranaense

Utensílio elegante de organização pessoal

HELPIÁ

Sesi Internacional

Compre uma pulseira e doe um penal

DAMPI

Positivo Hauer

Suporte decorado e versátil

PAMBOO

Positivo Hauer

Canudos de bambu sustentáveis

FIO DE ALEGRIA

Sesi Portão

Perucas para instituições pediátricas de tratamento de câncer

DUC

Positivo Ambiental

Cachecóis e gorros para moradores de rua

GREEN STATION

Amplação

Horta vertical iterativa

T-CLEANERS

Estadual Santa Cândida

Limpa tênis portátil e prático

ATENAPÃ

IFPR

Organizador pessoal sustentável

Leãozinho de Judá com o Adam Robô

A Leãozinho de Judá é uma escola de Educação Infantil cristã, que iniciou as suas atividades em 12 de janeiro de 2003 na Rua Cel. Arthur Ferreira de Abreu, nº 78, no bairro Capão da Imbuia, na cidade de Curitiba.  A escola está sempre trazendo novas oportunidades para as crianças, como programações especiais voltadas para a saúde, meio ambiente e passeios pedagógicos.  

Como relata a pedagoga e diretora proprietária da escola, Eliana Gomes Pinheiro, que o objetivo é a construção do conhecimento para a criança, observando e explorando os conhecimentos da cultura e da época atual integrados a conhecimentos passados e projetando o futuro, permitindo assim a criança compreender a realidade e sua inserção na sociedade. 

Leãozinho de Judá

É como fala em Provérbios 22:6 “Ensina a criança o caminho que deve andar; e ainda quando crescer, não se desviará dele.” Iniciar a criança na vida comunitária, favorecendo assim a integração entre família e CEI, visando assim a garantia das metas educacionais ao longo do seu desenvolvimento, auxiliando na formação de seu caráter, despertando assim os sentimentos do amor de Deus e aos valores, a cultura da nossa pátria e da família, possibilitando assim o desenvolvimento da criança nos aspectos sócio afetivos, motor, cognitivo e linguagem, pois, garantirá a realização de várias experiências durante a sua caminhada enquanto criança e na presença de Deus. 

Neste mês que se encerra, a Leãozinho de Judá, teve uma participação bem especial do Adam Robô que é um aparelho que usa um jogo de lentes para que seja possível realizar o mesmo teste da que é bem diferente da tabela de Snellen desenvolvida em 1862, que traz um apanhado de diferentes letras divididas em 11 linhas que servem para averiguar se uma pessoa tem problemas de visão. Desde então, ela tem sido usada há seis metros de distância em testes de visão pelo mundo. O Adam Robô possibilita que o teste seja realizado com apenas 30 centímetros de distância.  

Além disso, o produto usa noções de inteligência artificial, para que seja extremamente simples a realização de um teste de vista. Foi desenvolvido pela startup curitibana Prevention, e é capaz de conversar com quem faz o teste e faz perguntas simples e diretas. Durante o teste, o robô pede que o usuário responda quais são as letras exibidas, além de perguntar nome e idade do “paciente”. Todas as respostas devem ser dadas em voz alta e são, então, transcritas pelo aparelho.  

O teste é capaz de detectar alguns tipos de doenças visuais, como miopia, hipermetropia, daltonismo, entre outras. Como conta,  diretora a experiência foi muito positiva em relação ao teste com as crianças, pois foi obtido um retorno muito positivo em relação aos pais pela iniciativa da escola em realizar uma parceria muito significativa para todos, pois, tendo em vista a rotina corrida e a falta de tempo para tais acompanhamentos, já que nos dias atuais, segundo dados da OMS, 80% das doenças que causam a cegueira são evitáveis, desde que seja identificada e seja realizada um acompanhamento para o se tratamento.  

Em vista a experiência, que a escola teve, fica o agradecimento de toda a equipe Leãozinho de Judá, para toda a equipe do Adam robô pela parceria e por esse belo trabalho que vem sendo realizado na escola. 

Junte-se a nós, compartilhe suas ideias e torne-se uma autoridade. A Comunidade Empreendedora tem os melhores mentores com as melhores experiências para compartilhar com você. Participe agora e trabalhe o perfil empreendedor para o seu negócio. E aproveite, quanto mais você trabalhar pelo seu negócio, maior será a sua recompensa. Siga nossa Trilha do Sucesso e torne-se um empreendedor de destaque.