Suspeito de atentado contra médica é preso; ele queria um atestado médico falso

 

Unidade Básica de Saúde precisou ser fechada por conta do atentado

A DPMETRO (Departamento de Polícia Metropolitana) de Fazenda Rio Grande localizou e conduziu para a delegacia um homem suspeito de ser o autor de um atentado na manhã desta quarta-feira(18) contra uma médica que trabalha na Unidade Básica de Saúde (UBS), que fica na rua Santa Mônica, no bairro Santa Terezinha.

O suspeito já consta com passagens pela polícia e foi reconhecido pela vítima como autor dos disparos. Em depoimento ao delegado Ademair da Cruz Braga Júnior o suspeito confessou o crime e indicou o local onde escondeu a arma utilizada.

Arma localizada pela DPMETRO FRG

Para a polícia, a médica que mora em Curitiba e trabalha na Fazenda Rio Grande, contou que ficou sob a mira de um revólver por aproximadamente 5 minutos. Os disparos aconteceram quando ela fugiu e, por sorte, nenhum dos três disparos foi certeiro.

Sobre o que teria motivado o crime, a princípio o suspeito teria levado uma facada anos atrás e coagido os médicos da unidade de saúde para que dessem um atestado e que ele pudesse se aposentar por invalidez. Após uma mudança dos médicos, a vítima teria negado o atestado. Isso teria motivado o atentado contra a médica dentro da unidade de saúde, informa a Polícia Civil.

O caso aconteceu pela manhã e poucas pessoas estavam na Unidade Básica de Saúde. Ninguém foi atingido pelos disparos e a UBS ficou fechada após o atentado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *