Do “sub-emprego” a realização de um sonho como empreendedor

Mário Bortoletto, Paulista, nascido em São Caetano do Sul. Com 26 anos tomou a iniciativa de sair da sua zona de conforto, indo para a Irlanda, pra estudar inglês, com um plano inicial de ficar cerca de 7 meses, faria um curso de 6 meses, um mochilão no mês seguinte e retornaria ao Brasil.

Felizmente os planos do Mário Deram errado! O amor por Dublin foi tão grande que ficou 3 anos como estudante e depois disso foi atrás da sua cidadania italiana. No total já são 8 anos morando em Dublin.

“Assim que cheguei trabalhei em funções famosas para imigrantes, lavei louça em restaurantes, arrumei quartos de hotel até lixeiro fui, quando vi que não era isso que eu queria mudei o foco e comecei a trabalhar na escola que eu estudava, alí comecei como um suporte estudantil, ajudava alunos a tirar documentos, acompanhava até o banco, carteirinha de estudante etc. Em pouco tempo já estava no setor comercial como consultor de intercâmbio, saí da escola como gerente de marketing do mercado Brasileiro. “

A imagem pode conter: céu, nuvem e atividades ao ar livre

Após isso trabalhei em um agência de intercâmbio o que me fez pensar: “Sou bom nisso, estou há tantos anos fazendo que acho que chegou a hora de caminhar com as próprias pernas”. E foi aí que a Evolve nasceu. – Relata Mário.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Intercâmbio é Evolução, foi assim que eu vi a mudança íntima que tive. Se tirássemos o intercâmbio da minha história eu não saberia dizer o que estaria fazendo da vida hoje.

Mário relata que a experiência do intercâmbio o fez evoluir muito e é o que quer proporcionar às pessoas por meio da Evolve. Que é a tradução para o inglês da palavra EVOLUIR.

Na Irlanda é extremamente simples pra registrar uma empresa, a burocracia maior é na parte do Revenue, que é como se fosse a Receita Federal do Brasil, no Brasil, mas com a ajuda de um contador o processo é muito mais fácil. A dificuldade maior que Mário enfrentou foi em ganhar espaço no mercado de intercâmbio que é bem concorrido, mas trabalhando direitinho e fazendo tudo com ética, paixão e responsabilidade chegaremos lá. 

Empreender no Brasil já é difícil, envolve muita coisa, planejamento, capital inicial, sonhos. Empreender no exterior vai além, no caso da Evolve, foi necessário adequar às regras do Brasil e da Irlanda, uma vez que são legislações diferentes. Estar de acordo com as leis dos 2 países e ainda ter lucro em meio a tanto imposto que são pagos aqui e no Brasil é o maior desafio.

Desistir? Jamais, desistência não é uma opção prevista pelo nosso Business Plan. Então nem penso nisso.

Resultado de imagem para Mário Bortoletto

Na Irlanda há um imposto único que é o VAT, são 23% de imposto que devem ser pagos ao Revenue. Penso que é um pouco alto, quase ¼ do faturamento vai para o governo, porém isso é revertido em qualidade de vida, que é bem alta. No final vale a pena.
Pra empreender na Irlanda é necessário ter cidadania européia ou ter visto de residência. O visto de estudante não dá direito a empreender, então não é algo tão fácil. Há também o visto de empreendedor, que segundo o site da imigração (INIS), há determinadas épocas do ano para aplicações e há um valor minimo de investimento que é 1 milhão de Euros.

Existem muitas empresas concorrentes, pois, o mercado de intercâmbio estudantil é muito concorrido. Mas aqui na Evolve temos a experiência e a empatia como diferenciais. Eu estou no mercado de intercâmbio dede 2011. E uma vez que todos os colaboradores já foram ou são intercambistas. Ou seja, vivemos no universo que vendemos, então oferecemos um suporte especializado tanto antes do embarque quando depois que o estudante chega na Irlanda, que é onde ele precisa de mais ajuda e é onde estamos.

Hoje a envolve possui hoje um canal no Youtube com mais de 50 mil inscritos, aonde mostram dicas sobre intercâmbio na ilha esmeralda e auxiliam as pessoas através das informações para que a realização o sonho do intercâmbio seja feita de forma correta, com especialistas e também fique mais próxima da realidade. Afinal intercâmbio é coisa séria, e por isso deve ser tratado com profissionais de renome e que sejam conhecidos no mercado Brasileiro e no país de destino.

Isso vale tanto para quem vem estudar ou empreender. Uma mudança grande como essa exige uma pesquisa profunda e longa. Afinal é uma legislação diferente, cultura diferente e uma língua diferente. Com um planejamento certo nada poderá te parar, então se você que está lendo agora tem um sonho, seja de estudar aqui na Irlanda ou empreender, agarre e sonho e só pare quando alcançar o objetivo. Tenha em mente que nada será fácil, porque nada é, principalmente porque você está entrando num universo que não domina. Mas com esforço, estudo e planejamento você chega lá. Como muitos brasileiros estão fazendo.

Mensagem de Mário Bortoletto

Junte-se a nós, compartilhe suas ideias e torne-se uma autoridade. A Comunidade Empreendedora tem os melhores mentores com as melhores experiências para compartilhar com você. Participe agora e trabalhe o perfil empreendedor para o seu negócio. E aproveite, quanto mais você trabalhar pelo seu negócio, maior será a sua recompensa. Siga nossa Trilha do Sucesso e torne-se um empreendedor de destaque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *