Guri in London: Brasileiro aposta na área de turismo no Reino Unido

Londres é uma cidade encantadora, que encanta pessoas de todas as idades e lugares. A capital britânica tem sido o destino escolhido por dezenas de brasileiros, seja para passear, realizar o sonhado intercambio e até mesmo empreender, sendo amor à primeira vista. Com o gaúcho, vindo do interior do Rio Grande do Sul, Rafael Maciel, não foi diferente.

“A primeira vez que vim pra Londres fiquei apenas 10 dias e isso já foi o suficiente pra me apaixonar de vez pela cidade e decidir voltar pra ficar. Retornei para o Brasil e continuei trabalhando como agente de viagens enquanto preparava minha mudança, que veio a acontecer um ano e dois meses depois daquela primeira visita.”

Rafael Maciel

Como estudava jornalismo, pensou em unir tudo o que gostava de fazer e que poderia ser guia de turismo para brasileiros em Londres. Começando então um blog para falar sobre o curso que estudava ao mesmo tempo que iria criando uma audiência online.

“Ao me mudar pra Londres coloquei no ar uma página dizendo que fazia passeios e a Eneida, do site Londres para Principiantes, entrou em contato comigo. Ela teve a ideia de fazermos passeios regulares, em grupo, sobre pubs históricos. Comentei que já tinha uma pré-pesquisa pronta porque estava tendo mais ou menos a mesma ideia.”

Após realizar pesquisas durante dois meses, Rafael começou a guiar estes passeios enquanto conciliava na agenda o seu outro trabalho de bartender num restaurante de Londres. Alguns meses depois notou que a procura dos tours foi grande e começou um outro passeio, sobre Beatles. Depois o assunto foi o rock britânico. Foi neste momento em que Rafael decidiu sair do restaurante para se dedicar ao próprio negócio.

“Aí sim que criei meu canal no YouTube e comecei a me dedicar à criação de outros roteiros. Consegui triplicar a procura do primeiro ano e hoje possuo quatro passeios com temas diferentes.”

Fazendo questão de colocar algo do Rio Grande do Sul no nome devido as raízes gaúchas, Rafael conta que é uma forma de sempre lembrar das origens, mesmo se identificando, muito com o UK.

“Não foi “fugindo” do Brasil, mas por ver que tenho muito mais a ver com o Reino Unido, desde gostar do clima, das pessoas, do jeito de cada um cuidar mais da sua vida, do ritmo da cidade, de tudo fechar cedo focando em qualidade de vida, estas coisas… Por isso optei por morar aqui.”

Empreender não é fácil, seja no Brasil ou fora, pois, vamos nos deparar com inúmeras dificuldades, principalmente no começo quando o mais difícil é fazer tudo sozinho. Não que tivesse que ser assim, mas para fazer o dinheiro render, no começo é necessário ser assim, muito trabalho e pouco retorno, afinal o negócio está começando. Além deste começo meio solitário, vamos nos deparando com concorrentes que já estão no mercado há muito mais tempo que você, independentemente do seu segmento, mas, no caso do Rafael, o empreendedor guia-brasileiro na terra da Rainha ou terra da “tia Bethy” como é conhecida por todos os brasileiros que residem no UK, a concorrência não é um problema, já que, existem outras empresas de guias de turismo em Londres, porém somos todos bem parceiros – ao menos os que eu conheço, relata Rafael.

“Meu público é 100% brasileiro, então não tenho relação com o mercado inglês. Quanto a colegas no mesmo mercado, somos todos próximos, conhecemos o trabalho um do outro e nos indicamos clientes.”

Alguns guias brasileiros focam em atendimento personalizado e privativo, enquanto outros tem um atendimento ainda mais VIP, de carro, etc… No caso do Rafael os passeios são apenas com tema pré-definido (não realizando a montagem de roteiro conforme o interesse dos clientes) e pode ser em grupo ou privativo. – Mas, não chamaria isso de dificuldade. Até pouco tempo atrás Rafael ainda estava trabalhando cerca de 15 horas por dia somando horas do tour e de escritório.

“Em questões de back office, vejo que é muito mais prático operar o negócio no Reino Unido. Eu mesmo abri a empresa online em questão de minutos e pagando apenas £ 12. Eu cuido da contabilidade e faço folha de pagamento, tendo um contador para fazer a declaração anual da empresa.”

Rafael gaúcho de Lajeado Grande, São Francisco de Paula, Região das Hortênsias, Campos de Cima da Serra, Rio Grande do Sul, mostrou que é possível empreender, independentemente das circunstâncias, desafios e principalmente país que você esteja, deixa uma mensagem para você estudante que deseja abrir seu negócio na terra da rainha e para você empreendedor que deseja levar o seu negócio para a terra da rainha!

“Pros estudantes, eu digo pra enfrentar o que aparecer pela frente e lembrar que isso será só o início. Siga a intuição. Se dependesse do conselho de muita gente eu jamais teria deixado meu emprego estável, carro, casa, faculdade e bandas pra tentar o incerto num país diferente. Mas se não tivesse tentado, jamais teria conseguido. Muitas vezes a gente só consegue entender melhor o que está acontecendo no futuro. Eu trabalhei 11 meses no bar de um restaurante e com muito gosto! Ainda sinto saudade de algumas coisas e voltaria a fazer aquilo sem problema nenhum. Aprendi muito não só da área de trabalho, mas também sobre atendimento, liderança, comunicação e administração. Seja observador.

Pra quem deseja levar o seu negócio pra outro país, seja ele qual for recomendo pesquisar muito. A legislação local é diferente e o mercado também. é importante e essencial entender e respeitar a cultura local sem perder as origens e o nosso tato pessoal. Isso é que faz o trabalho ser tão diferente e único e que vai se destacar no meio de tantas empresas e pessoas.”

Junte-se a nós, compartilhe suas ideias e torne-se uma autoridade. A Comunidade Empreendedora tem os melhores mentores com as melhores experiências para compartilhar com você. Participe agora e trabalhe o perfil empreendedor para o seu negócio. E aproveite, quanto mais você trabalhar pelo seu negócio, maior será a sua recompensa. Siga nossa Trilha do Sucesso e torne-se um empreendedor de destaque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *